• Nesta seção serão exibidas as curiosidades e recordes da História do Clube e do Futebol.
    Clique aqui para visualizar  NOVAS ESTATISTICAS

 

H I S T Ó R I A  D O  C L U B E

 

DATA DA FUNDAÇÃO

     O Clube de Regatas do Flamengo foi fundado no dia 17 de Novembro de 1895, na casa nº 22 da Praia do Russel (atual Flamengo) que pertencia a Nestor de Barros. A ideia surgiu no Café Lamas, no Largo do Machado, com o nome "GRUPO DE REGATAS DO FLAMENGO", que mudaria para Clube de Regatas Flamengo em 1902, por sugestão de Mario Pederneiras. A ideia de comemorar no dia 15, data da Proclamação da República e feriado nacional seria para que todos pudessem comemorar e por ser uma data marcante.

 


 

PRIMEIRO PRESIDENTE

 O guarda marinha Domingos Marques de Azevedo, que passava na frente da casa, e ao ver o burburinho resolveu entrar para ver o que estava ocorrendo, foi escolhido como primeiro presidente.

Veja a ficha biográfica do presidente

 


PRESIDENTE COM MAIS MANDATOS

Virgilio Leite de Oliveira e Silva (8 vezes eleito, totalizando 8 anos)

 


PRESIDENTE COM MAIS TITULOS OFICIAIS

Marcio Baroukel de Souza Braga (32 títulos oficiais)

 


PRESIDENTE COM MAIS TEMPO NO COMANDO

Marcio Baroukel de Souza Braga (6 vezes eleito, totalizando 14 anos)

 


A ORIGEM DAS CORES

As primeiras cores foram o Azul (da Baía da Guanabara) e o Ouro (das riquezas brasileiras), que em 1896 são trocadas para o Vermelho e Preto que eram as cores da bandeira do Jockey Clube Brasileiro, conforme depoimento de um dos fundadores do clube Augusto Lopes da Silveira para a publicação ÁLBUM RUBRO NEGRO  (Edição nº. 01 de 1952 página 94); devido ao Azul e Ouro desbotarem com muita facilidade por causa da salinidade das águas da Baía da Guanabara e do sol, além da dificuldade na importação do tecido da França e da Inglaterra.

Depoimento de Augusto Lopes da Silveira

A primeira bandeira nas cores vermelho e preto, foi confeccionada pela esposa do Sr. Augusto Lopes da Silveira.

Primeira Bandeira e a bandeira atual

 


OS 18 FUNDADORES

- Assinaram a ata de fundação:

- José Agostinho Pereira da Cunha;

- Mario Espínola;

- Augusto da Silveira Lopes;

- Nestor de Barros.

- José Félix Cunha Meneses,

- Felisberto Laport,

- Napoleão Coelho de Oliveira,

- Francisco Lucci Collas,

- José Maria Leitão da Cunha,

- Carlos  Sardinha,

- Eduardo Sardinha;

- Mauricio Rodrigues Pereira,

- Desiderio Guimarães,

- George Lenzinger,

- Emido José Barbosa

- João de Almeida Lustosa;

- José Augusto Chaleo;

- Domingos Marques de Azevedo (Guarda Marinha que foi escolhido como o 1º presidente do clube).

Ata de fundação do clube

 


COMO SURGIU O SLOGAN - O MAIS QUERIDO DO BRASIL.

Em 1927, o Flamengo ganhou uma das mais importantes disputas com o Vasco. Tudo aconteceu quando o Jornal do Brasil lançou um concurso para escolher O Clube mais querido do Brasil. O vencedor levaria a Taça Salutaris, troféu de cerca de um metro e meio, banhado em prata, oferecido por uma engarrafadora de água mineral do mesmo nome.

O procedimento do torcedor era levar o rótulo do produto preenchido com o nome do seu time na sede do Jornal do Brasil. Ao final quem tivesse mais votos, Flamengo ou Vasco, ganhava o concurso. Simpatizantes dos dois clubes mobilizaram-se para a batalha. Os portugueses encheram sacolas e mais sacolas de rótulos. Por serem comerciantes tinham maior poder aquisitivo é claro.

Mas os Rubro-Negros não se deram por vencidos e brilhantemente reverteram o golpe português, que saiu pela culatra. No dia da apuração, disfarçados (com escudinhos do Vasco na lapela e sotaque lusitano) receberam os cupons dos patrícios e despejaram tudo fora. No começo, nas latrinas do prédio do jornal e mais tarde , no poço do elevador.

Saiu o resultado e a Salutaris é levada em triunfo para a Praia do Flamengo, onde se segue um longo e debochado carnaval. Os vascaínos protestam , fazem questão de divulgar o episódio, achando que com isso iriam estragar a reputação Rubro-Negra. Mas outra vez o tiro saiu pela culatra. O cartaz do Flamengo só faz aumentar. Afinal, a imaginação, inteligência, criatividade e a audácia de seus torcedores superaram o poderio econômico e as armações vascaínas. Armações que vemos até hoje e que na maioria das vezes destruímos dentro e fora de campo. O Vasco que enxugue as lágrimas sempre.

Taça Salutaris

 


CLUBE DE REGATAS FLAMENGO ENTRE OS 10 MAIORES CLUBES DO MUNDO NO SÉCULO XX SEGUNDO A FIFA

Eleição da FIFA

Em 11 de dezembro de 2000, em Roma, a FIFA anunciou o nome dos maiores clubes do Século XX. Terminado o século e o milênio, o Flamengo é uma das três equipes brasileiras a figurar no mais seleto rol do futebol mundial. O Santos é o 5º colocado, o Flamengo é o 9º e o Botafogo o 13º.

A classificação oficial anunciada pela FIFA é a seguinte:

1º) Real Madrid (Espanha)

2º) Manchester United (Inglaterra)

3º) Barcelona (Espanha)

4º) Bayern Munique (Alemanha)

5º) Santos (Brasil)

6º) Ajax (Holanda)

7º) Juventus (Itália)

8º) Peñarol (Uruguai)

9º) FLAMENGO (Brasil)

10º) River Plate (Argentina)

11º) Milan (Itália)

12º) Liverpool (Inglaterra)

13º) Botafogo (Brasil)

14º) Benfica (Portugal)

15º) Independiente (Argentina)

16º) Internazionale (Itália)

17º) Arsenal (Inglaterra)

 


OS RECORDES DE PÚBLICO - A INDISCUTÍVEL SUPERIORIDADE RUBRO-NEGRA SOBRE AS DEMAIS TORCIDAS.

Obs: Veja em azul a participação do C.R.Flamengo nos maiores públicos da história do futebol brasileiro (no Maracanã, no campeonato carioca e no campeonato brasileiro).

- DO MARACANÃ (está presente em 6 dos dez maiores públicos, somente sendo superado pela Seleção Brasileira em 4 oportunidades)

- Brasil 1x0 Paraguai - 31/08/1969 - 183.341 - Eliminatórias para Copa do Mundo de 1970

- C.R. Flamengo 0 x 0 Fluminense - 1963 - 177.020 - Decisão do Campeonato

- C.R. Flamengo 3 x 1 Vasco da Gama - 1976 - 174.770 - Segundo Turno do Campeonato

- Brasil 4x1 Paraguai - 21/03/1954 - 174.599 -  Eliminatórias para Copa do Mundo de 1954

- Brasil 1x2 Uruguai - 16/07/1950 - 173.850 (*)- Copa do Mundo de 1950

- C.R. Flamengo 2 x 3 Fluminense - 1969 - 171.599 - Decisão do Campeonato

- C.R. Flamengo 0 x 0 Vasco da Gama - 1974 - 165.358 - Decisão do Campeonato

- Brasil 6x0 Colombia - 09/03/1977 - 162.764 - Eliminatórias para Copa do Mundo de 1978

- C.R. Flamengo 2 x 1 Vasco da Gama - 1981 - 161.989 - Decisão do Campeonato

- C.R. Flamengo 1 x 0 Vasco da Gama - 1973 - 160.342 - Semi final do Campeonato

(*) Estima-se que o público total deste jogo foi de aproximadamente 205.000 pessoas, porém o registro oficial é de 173.850 pessoas.

- DO CAMPEONATO CARIOCA (está presente nos 10 maiores)

Obs: todos os jogos abaixo foram realizados no Maracanã.

- C.R. Flamengo 0 x 0 Fluminense - 1963 - 177.020 - Decisão do Campeonato

- C.R. Flamengo 3 x 1 Vasco da Gama - 1976 - 174.770 - Segundo Turno do Campeonato

- C.R. Flamengo 2 x 3 Fluminense - 1969 - 171.599 - Decisão do Campeonato

- C.R. Flamengo 0 x 0 Vasco da Gama - 1974 - 165.358 - Decisão do Campeonato

- C.R. Flamengo 2 x 1 Vasco da Gama - 1981 - 161.989 - Decisão do Campeonato

- C.R. Flamengo 1 x 0 Vasco da Gama - 1973 - 160.342 - Semi final do Campeonato

- C.R. Flamengo 2 x 2 Botafogo - 1979 - 158.477 - Decisão do Campeonato

- C.R. Flamengo 0 x 0 Fluminense - 1976 - 155.116 - Taça Guanabara

- C.R. Flamengo 0 x 1 Fluminense - 1984 - 153.520 - Decisão do Campeonato

- C.R. Flamengo 0 x 0 Vasco da Gama - 1977 - 152.059 - Decisão do 2º Turno

- DO CAMPEONATO BRASILEIRO (está presente em 7 dos dez maiores)

Obs: todos os jogos abaixo foram realizados no Maracanã.

- C.R.Flamengo 3x0 Santos SP - 29/05/1983 - 155.523 - 2º jogo da decisão

- C.R.Flamengo 3x2 Atletico MG - 01/06/1980 - 154.355 - 2º jogo da decisão

- Fluminense RJ 1x1 Corinthians SP - 05/12/1976 - 146.043

- C.R.Flamengo 1x1 Gremio RS -  18/04/1982 - 138.107 - 1º jogo da decisão

- C.R.Flamengo 1x3 Botafogo RJ  - 19/04/1981 - 135.487 - 4as de final

- Fluminense RJ 0x0 Vasco RJ - 27/05/1984 - 128.781

- C.R Flamengo 2x2 Botafogo RJ - 19/07/1992 - 122.001 - 2º jogo da decisão

- C.R.Flamengo 1x1 Vasco RJ - 08/05/1983 - 121.353 - 4as de final

- C.R.Flamengo 2x1 Guarani SP - 11/04/1982 - 120.441 - Semi final

- Vasco RJ 2x2 Internacional RS - 28/07/1974 - 118.777

 CONCLUSÃO : Levando-se em conta que a capacidade do Maracanã diminuiu e que não existam outros estádios maiores, os recordes acima são perpétuos !!!!!!!!!!!!!!!!!

MÉDIA DE PUBLICO DO CAMPEONATO BRASILEIRO

Outra estatística que mostram a infinita superioridade da torcida rubro negra é a média de público nos campeonatos brasileiros (incluindo os unificados e ou reconhecidos 1937 a 2023)

A média de público leva em consideração o público dos jogos do mandante, na primeira divisão.

A seguir a lista do campeão de cada ano.

Notas

1 Em 1967 e 1968, foram realizados dois Campeonatos Brasileiros. Esta colocação refere-se ao torneio denominado na época de Torneio Roberto Gomes Pedrosa.

2 Em 1967 e 1968, foram realizados dois Campeonatos Brasileiros. Esta colocação refere-se ao torneio denominado na época de Taça Brasil.

3 Considerada apenas a Copa União.

4 Considerados apenas o Módulo Azul e a fase final da Copa João Havelange.

5 Várias partidas foram disputadas sem público ou com presença reduzida de espectadores devido a restrições decorrentes da Pandemia de COVID-19.

1937: Não disponível

1959: Não disponível

1960: Não disponível

1961: Não disponível

1962: Não disponível

1963: Não disponível

1964: Não disponível

1965: Não disponível

1966: Não disponível

1967: Não disponível

1967:2 Não disponível

1968:1 Vasco da Gama: 37.296

1968:2 Não disponível

1969: Fluminense: 40.459

1970: Flamengo: 48.721

1971: Atlético-MG: 33.359

1972: Corinthians: 40.653

1973: Flamengo: 31.094

1974: Vasco da Gama: 37.853

1975: Internacional: 51.962

1976: Corinthians: 50.919

1977: Atlético-MG: 55.716

1978: Bahia: 31.472

1979: Flamengo: 41.955

1980: Flamengo: 66.507

1981: Flamengo: 52.802

1982: Flamengo: 62.435

1983: Flamengo: 63.021

1984: Vasco da Gama: 41.973

1985: Bahia: 41.497

1986: Bahia: 46.291

1987: Flamengo: 47.610

1988: Bahia: 35.537

1989: Flamengo: 21.300

1990: Atlético-MG: 26.748

1991: Atlético-MG: 30.452

1992: Flamengo: 42.922

1993: Corinthians: 37.330

1994: Atlético-MG: 22.673

1995: Atlético-MG: 21.072

1996: Atlético-MG: 25.449

1997: Bahia: 27 431

1998: Cruzeiro: 28.384

1999: Atlético-MG: 42.322

2000: Bahia: 27.239

2001: Atlético-MG: 30.679

2002: Fluminense: 24.535

2003: Cruzeiro: 26.366

2004: Corinthians: 13.547

2005: Corinthians: 27.330

2006: Grêmio: 25.632

2007: Flamengo: 39.221

2008: Flamengo: 40.694

2009: Flamengo: 41.553

2010: Corinthians: 27.446

2011: Corinthians: 29.397

2012: Corinthians: 25.222

2013: Cruzeiro: 28.911

2014: Cruzeiro: 29.678

2015: Corinthians: 34.188

2016: Palmeiras: 32.682

2017: Corinthians 40.007

2018: Flamengo 51.224

2019: Flamengo 59.285

2020: Não houve público devido a pandemia do Covid-19

2021:5: Atlético-MG 42.300

2022: Flamengo 51.757

2023: Flamengo 53.983

Totais por clube

1. Flamengo: 17

2. Corinthians e Atlético Mineiro: 10

4. Bahia: 6

5. Cruzeiro: 4

6. Vasco da Gama: 3

7. Fluminense: 2

8. Internacional, Palmeiras e Grêmio: 1

 


A Primeira torcida organizada e a história das outras torcidas:

É do Flamengo a honra de ser o primeiro clube do Brasil a ter uma torcida organizada - A Charanga Rubro-Negra, criada por Jayme de Carvalho (Nascido em Salvador, Bahia, no dia 09/11/1911), onde ele reuniu um grupo de pessoas com alguns instrumentos, no jogo Flamengo 1x1 Fluminense em 11/10/1942 nas Laranjeiras e tocava animadamente. Porém, "um pouco" desafinado. Sendo assim, o locutor - Rubro-Negro fanático e muito crítico - Ary Barroso, comenta: isso não é uma torcida é uma charanga... e assim o apelido pegou, nascendo a PRIMEIRA torcida organizada do Brasil.

Entre a final da Copa do Brasil de 2004 e a Libertadores de 2008 ficou sem tocar nos jogos do Flamengo, quando passou a receber apoio da SUDERJ para retornar a animar os jogos.

Após o nascimento da Charanga do Jayme, outras torcidas no Flamengo e nos outros clubes surgiram. No Flamengo vale citar:

Flamante - Torcida tradicional, fundada em 1969.

Flaponte - Também conhecida como Falcões da Flaponte, foi fundada em 1976.

Torcida Jovem do Flamengo - 6 de dezembro de 1967.

Raça Rubro-Negra - 24 de abril de 1977

Fla Manguaça - Foi criada em 27/02/1995, sendo seu nome um trocadilho entre o clube e um apelido da cerveja. Sua sede ficava no bairro de Abolição, na Rua Ferreira Leite, 547. Em março de 2020, sua sede já estava na Rua José dos Reis, 1710, em Pilares.

Urubuzada - A torcida, fundada em 1 de agosto de 2006, também acompanha o clube em outras atividades esportivas: futsal, basquete, natação, entre outras. Em 2018, criou uma equipe de e-sports.

Paixão Rubro-Negra - É uma torcida organizada do Clube de Regatas do Flamengo, fundada na cidade do Rio de Janeiro em 20 de Janeiro de 1999. Tem o slogan Pela Paz e Pelo Esporte.

Dragões - A Dragões Rubro-Negros foi fundada dia 17 de novembro de 1977 na cidade do Rio de Janeiro.

Fla-Chaça - É uma torcida localizada no bairro de Senador Camará, Rio de Janeiro, fundada em 9 de outubro de 2016, a partir de uma caravana de amigos feita para o Pacaembu, em jogo com o mando de campo do Flamengo, no brasileiro daquele ano, vencido pelo time rubro-negro por 3x0. Tem como lema, onde estiver, estarei.

FlaAlém - É uma torcida organizada do C.R Flamengo localizada na cidade de Além Paraíba, no interior de Minas Gerais.

Falange Rubro-Negra - A Falange Rubro-Negra é uma torcida organizada do Clube de Regatas do Flamengo que ficou longe dos estádios por bastante tempo. Foi reativada em meados de 2015, ficando no setor sul do Maracanã e na entrada 4 do setor norte da Ilha do Urubu. Foi fundada no dia 15 de novembro de 1981, a dois dias do aniversário do Flamengo, na cidade do Rio de Janeiro, e tinha sua sede no bairro do Riachuelo.

Fla-Madrid - Foi uma torcida temporária criada no ano de 1998 por Claudio Cruz, fundador da Raça Rubro Negra, com o objetivo de torcer contra o Vasco na final da Copa Toyota daquele ano, e no Mundial de Clubes da FIFA em 2000.

Flanáticos - O nome Torcida Organizada Flanáticos é um trocadilho entre o nome do clube e o fanatismo de seus adeptos por ele. A torcida possui escolinha de futsal e uma subsede em Mendes, estado do Rio.

Fla-Roots 2007 - Primeiro movimento-torcida do Flamengo, inspirado na cultura reggae e na filosofia Rastafari.

FlaFla de Belém - A Torcida organizada do estado do Pará.

Fla Paiol - Uma torcida presente nas cadeiras azuis.

Império Rubro-Negro - A Torcida Organizada Império Rubro Negro foi criada em 2009.[4] Não tem relação com a escola de samba de mesmo nome. Seu lema é: paz, respeito e comprometimento.

Fla Refugiados - Torcida originada de um programa da Cáritas RJ, com apoio da ONU e do próprio Flamengo, foi criada para promover a integração de refugiados estrangeiros no Brasil.

Nação 12 - Movimento inspirado no estilo barra-brava, criado no ano de 2009 com o intuito de apoiar o time incondicionalmente, independente do resultado da partida.

Flaroflafla – torcida criada em 1971.

Torcida FlaChoop – 1973

Fla-Angra – 1975

Torcida Fla 12 – 1978

Flashow – 1979

Flamoeda - torcida organizada criada por funcionários da Casa da Moeda do Brasil.

Fla BH - Fundada em março de 2005, através do Orkut.

Flamigos – Fundada no dia 28 de outubro de 2007, sua data de fundação foi definida por ser no mesmo dia em que se comemora o Dia do Torcedor do Flamengo e o dia do padroeiro do Flamengo, São Judas Tadeu.

Flavilar - 2021 O nome Flavilar é por causa de um sub bairro localizado em Inhoaiba na zona oeste do Rio de Janeiro, torcida criada por amigos do bairro no intuito de apoiar o Flamengo em todos os jogos.

Flatuante - Torcida Organizada com sede em Niterói

FlaMania - criada em 2019.

Flagrande do Norte

Nação Rubro-Negra

Urubu Guerreiro

Urubu Cuiabano

Dentre outras que fizeram ou fazem só aumentar o brilho do Flamengo pelo Brasil e pelo Mundo!

 


A ORIGEM DA SIGLA FLA-FLU

A origem da sigla FLA-FLU surgiu em 1925, por conta do campeonato brasileiro de seleções, onde o Rio de Janeiro foi representado por jogadores apenas de Flamengo e Fluminense (conforme reportagem do jornal O Jornal de 09/10/1925). A imprensa paulista, para desdenhar da seleção carioca, dizia que o combinado FLA-FLU (no sentido pejorativo) não ganharia o campeonato brasileiro daquele ano. Porém, a seleção carioca venceu a paulista e conquistou o título. Sendo assim, o jornalista Mário Filho (irmão de Nelson Rodrigues, autor de outra máxima sobre o clássico a de que O Fla x Flu nasceu 45 minutos antes do nada) resolveu adotar o nome antes pejorativo para batizar o clássico mais tradicional do Brasil.

CAMPEONATO BRASILEIRO DE SELEÇÕES 1925

Decisão

13/09/25 Distrito Federal 1-1 São Paulo

20/09/25 Distrito Federal 3-2 São Paulo

Observação: Os jogos da Fase Final e Decisão foram realizados na cidade do Rio de Janeiro.

Campeão: Distrito Federal (Rio de Janeiro)

Jogo decisivo: Distrito Federal 3-2 São Paulo

Data: 20/09/1925

Local: Estádio das Laranjeiras (DF)

Árbitro: Leite de Castro (carioca)

Público: aproximadamente 35.000 pessoas

Gols: Nilo(2) e Moderato para os cariocas; Mário Andrade e Filó para os paulistas

DF: Haroldo; Penaforte e Helcio; Nascimento, Floriano e Fortes; Newton, Candiota, Nonô, Nilo e Moderato.

SP: Tuffy; Clodô e Barthô, Gelindo, Amilcar e Serafim; Formiga, Mário Andrade, Petronilho, Neco e Filó.

Obs: A cidade Rio de Janeiro era o distrito Federal na época.

 


PRIMEIRO MASCOTE

POPEYE

Popeye é um personagem clássico dos quadrinhos norte-americanos, criado por Elzie Crisler Segar em 17 de janeiro de 1929, e adaptado para desenhos animados em 1933 pelos irmãos Dave e Max Fleischer.

É um marinheiro carismático que está sempre tentando proteger sua namorada, Olívia Palito, das garras de seu eterno inimigo, Brutus.

Quando come espinafre, Popeye fica muito mais forte e confiante, podendo vencer qualquer desafio, tendo sua força equiparada e superior até ao poderoso Superman.

Na década de 40  um dos maiores jornalistas esportivos do Brasil, Mario Filho, comandava o jovem (criado em 1931) porem revolucionário Jornal dos Sports, e resolveu criar personagens para histórias em quadrinhos que seriam publicadas no jornal durante o Campeonato Carioca do ano de 1944, onde cada um dos grandes clubes do Rio de Janeiro seria representado por um personagem escolhido pelo especialmente contratado cartunista argentino Lorenzo Molas. O Botafogo era representado pelo Pato Donald, o Fluminense por uma figura elegante com uma grande cartola, o Vasco pela figura de um almirante gordo e bigodudo. Para o Flamengo, Mollas escolheu o personagem do desenho animado, o marinheiro Popeye. O Popeye representava a força e a valentia com que o Flamengo conseguia reverter situações quase que impossíveis, além é claro da óbvia ligação com o mar, que ambos possuem.

Em pouco tempo, o argentino desenvolveu uma trama onde figuras simbólicas dos principais clubes de futebol do Rio de Janeiro disputariam a mão da Miss Campeonato, figura alegórica criada para representar a ideia abstrata do título de campeão.

História dos Mascotes do Flamengo

 


PRIMEIRO UNIFORME

PAPAGAIO VINTÉM

Foi o primeiro uniforme utilizado no futebol, no jogo de estreia em 03 de maio de 1912, na partida C.R.Flamengo 15 x 2 Mangueira, válida pelo Campeonato Carioca. Este uniforme foi criado por exigência dos atletas do Remo que não permitiam a utilização do uniforme oficial do clube nas cores preto e vermelho em listras horizontais.

História dos Uniformes do Flamengo

 


O ÍDOLO MAIOR – UM CAPÍTULO A PARTE - TRAJETÓRIA DE ZICO

Arthur Antunes Coimbra, Zico, o maior jogador de toda a história do Flamengo, não era um centroavante. Jogava com a camisa 10, sendo o meia direita do time. Como jogador de meio de campo, jogou com vários centroavantes que fizeram muitos gols com a sua ajuda e suas jogadas fantásticas. Zico jogou com Doval, Dario, Luisinho Lemos, Cláudio Adão, Nunes, Baltazar, só para citar os mais famosos e que eram centroavantes natos. Mesmo jogando no meio de campo, Zico transformou-se num grande atacante e com o passar do tempo se tornou o maior artilheiro da história do C.R. Flamengo. Antes dele, Dida era o maior artilheiro do time, com 253 gols marcados. Zico, em toda a sua carreira como profissional do Flamengo, marcou 508 gols em 732 jogos, isso sem contar com os 81 gols marcados nas categorias de base.

O jornalista Celso Garcia, foi o descobridor de Zico.

Ficha Biográfica de Zico

Primeiro jogo de Zico pelo Flamengo

Primeiro gol marcado

Estatísticas dos 508 Tipos de gols marcados:

- Bola rolando: 372

- Pênalti: 85

- Falta: 47

- Gol Olímpico: 2

- Sem identificação: 2 

Último jogo oficial e último gol marcado

Jogo de despedida

Primeiro título oficial conquistado (*)

Último título oficial conquistado (*)

(*) Não são considerados turnos do campeonato carioca e torneios amistosos nacionais e internacionais.

 


10-10-2007: O maior patrimônio do C.R.Flamengo imortalizado através da CAMISA 12 

- Em 05/10/2007, o torcedor Reginaldo Beltrano Carreira Chaves, tem a ideia e a iniciativa, que a diretoria já deveria ter tido desde 1895, de enviar uma carta ao presidente Marcio Braga, sugerindo a imortalizar a camisa 12, que para muitos é apenas a camisa do goleiro reserva, porém para a maior torcida do mundo representa a força injetada no time nos momentos de dificuldade de sua história, e entra em campo ajudando a reverter situações quase impossíveis.

-   Em 10-10-2007, um dos maiores presidentes da história do clube, como não poderia deixar de ser, teve a humildade não só de ler a carta, mas de atender o pedido, que é emocionante (conforme mostra o texto na integrada da carta) e decretou por ato que a camisa 12 a partir desta data (10-10-2007) está imortalizada e é exclusiva da NAÇÃO RUBRO-NEGRA.

- A Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro, na pessoa do Sr. César Maia, botafoguense, resolveu tombar a torcida do Flamengo como patrimônio histórico do Rio de Janeiro, em 10-10-2007.

Carta solicitando imortalizar a camisa 12

 


DIA DO FLAMENGUISTA

- O prefeito do Rio de Janeiro César Maia, sanciona a lei 4679/2007 que cria o Dia do FLAMENGUISTA (28 de outubro), e publicada no Diário Oficial em 15 outubro de 2007. A lei foi criada pelo vereador Jorge Mauro, do partido DEM.

- Em 9 de março de 2007, foi sancionada pelo governador do Rio de Janeiro, o vascaíno Sérgio Cabral Filho, a Lei Estadual 4998/2007, instituindo o Dia do Flamengo, festejado no estado em 17 de novembro, data da fundação do clube.

- A Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro, na pessoa do Sr. César Maia, botafoguense, criou o Dia do Flamenguista (28/10) que é dia do padroeiro do clube - SÃO JUDAS TADEU, resolveu tombar a torcida do Flamengo como patrimônio histórico do Rio de Janeiro, em 10-10-2007.

- O dia 28/10 é o dia de São Judas Tadeu, padroeiro das causas impossíveis, dos funcionários públicos, mas principalmente padroeiro do C.R.Flamengo. Sua igreja fica no bairro do Cosme Velho, zona sul do Rio de Janeiro.

São Judas Tadeu é um dos doze apóstolos de Jesus. Era filho de Cleofas (irmão de São José) e de Maria de Cleofas (irmã de Nossa Senhora). Assim, ele era primo de Jesus. Diziam que se parecia muito com o Mestre. São Judas era também irmão de São Tiago, chamado O Menor, e de São Simão. Ambos os discípulos de Jesus. O nome Judas significa Deus seja louvado.

- A ligação do Flamengo com seu santo padroeiro

Na década de 1950, o Flamengo amargava um jejum de títulos que incomodava a maior torcida do país. Em 1953, o Mais Querido iria completar nove anos sem levar um troféu para a Gávea, mas o plantel rubro-negro era de dar inveja, com nomes como Pavão, Rubens, Adãozinho, Índio, Evaristo de Macedo e Zagallo. Tantos craques, vestindo o Manto Sagrado, acabaram formando o ambiente perfeito para a mística da camisa rubro-negra entrar em campo mais uma vez. Padre Góes, pároco da Igreja de São Judas Tadeu, foi levado à Gávea, rezou uma missa e pediu fé. Os pedidos do religioso foram atendidos e o Flamengo chegou ao tricampeonato estadual: mas não antes de causar muita controvérsia no entorno do Cosme Velho.

Além das orações, o Padre Góes afirmou que, se os jogadores do Flamengo fossem à paróquia de São Judas e acendessem uma vela com devoção, o Flamengo voltaria a ser o campeão carioca. No dia seguinte, os atletas rubro-negros foram à Igreja do Cosme Velho e fizeram como combinado. Dito e feito: Flamengo campeão carioca de 1953. Mas nem tudo foram flores: a conquista gerou atrito com torcedores e dirigentes do Fluminense, que protestaram contra o padre rubro-negro. Os tricolores alegaram ser absurdo um santo interferir na competição e beneficiar um clube. Como um jogador experiente, Padre Góes não se intimidou com a pressão adversária e afirmou: O Flamengo vai ser bi. Não deu outra: o Mais Querido levantou o troféu estadual novamente em 1954.

Após mais um triunfo, a torcida do Fluminense tomou uma atitude, revoltada com a utilização de poderes de uma divindade, que ainda por cima era a mais próxima do bairro das Laranjeiras. Os tricolores enviaram um abaixo-assinado ao Cardeal Jaime Câmara, dizendo que eram devotos do santo que estava ajudando outro time a vencer. Padre Góes, mais uma vez, não recuou e foi taxativo: Garanto o tricampeonato carioca para o Flamengo. E, mais uma vez, acertou em cheio.

Em troca da profecia concretizada do pároco, São Judas Tadeu, o santo das causas impossíveis, ganhou a devoção da Nação Rubro-Negra e virou um dos santos mais populares do Rio de Janeiro. Até hoje, o elenco visita a Igreja de São Judas Tadeu no Cosme Velho ou recebe a visita do padre da paróquia.

Dia do FLAMENGUISTA

 


O TIME DOS SONHOS

- Duas das principais publicações esportivas do Brasil (Revista Placar e Jornal Lance), elaboraram em anos distintos (1982/1994/1999/2006) uma eleição para a escolha dos 11 maiores jogadores de todos os tempos e mais o técnico dos doze grandes clubes do Brasil (Flamengo/Vasco/Fluminense/Botafogo -RJ; Corinthians/Palmeiras/São Paulo/Santos - SP; Grêmio/Internacional - RS; Cruzeiro/Atlético - MG).

- A seguir relatamos os detalhes e curiosidades de cada uma das eleições e a respectiva foto/escalação do time, perfil dos jogadores, etc. :

 I - As unanimidades:

 -  Jogadores que foram eleitos nas quatro votações:   Zico - Junior - Domingos da Guia – Zizinho.

 II - As escalações:

- Obs.: Os técnicos foram incluídos nas duas últimas eleições 1999 (Revista Lance); 2006 (Revista Placar).

- 1982 (Revista Placar)

Time : Garcia, Biguá, Domingos da Guia, Reyes, Dequinha, Junior, Joel, Zizinho, Leônidas da Silva, Zico, Vevé.

 1994 (Revista Placar)

Time : Raul, Junior, Mozer, Domingos da Guia, Leandro, Dequinha, Joel, Zizinho, Leônidas da Silva, Zico, Bebeto.

- 1999 (Revista Lance - Série Grandes Clubes)

Time : Raul, Leandro, Domingos da Guia, Mozer, Junior, Dequinha, Zizinho, Adílio, Zico, Dida, Romário. Técnico: Flavio Costa.

- 2006 (Revista Placar)

Time : Raul, Leandro, Domingos da Guia, Aldair, Mozer, Junior, Andrade, Adílio, Zizinho, Zico, Nunes. Técnico: Cláudio Coutinho.

III - Os perfis de todos os eleitos nas quatro votações

 Lista em ordem alfabética da GALERIA DE CRAQUES.

Adílio (Adílio de Oliveira Gonçalves)


Aldair (Aldair Nascimento Santos)


Andrade (Jorge Luiz Andrade da Silva)


Bebeto (José Roberto Gama de Oliveira)


Biguá (Moacir Cordeiro)


Dequinha (José Mendonça dos Santos)


Dida (Edivaldo Alves de Santa Rosa)


Domingos da Guia (Domingos Antonio da Guia)


Garcia (Sinforiano Garcia)


Joel (Joel Antonio Martins)


Junior (Leovegildo Lins Gama Júnior)


Leandro (José Leandro de Souza Ferreira)


Leônidas da Silva (Leônidas da Silva)


Mozer (José Carlos Nepomuceno Mozer)


Nunes (João Batista Nunes de Oliveira)


Raul (Raul Guilherme Plasmann)


Reyes (Francisco Santiago Reyes Villalba)


Romário (Romário de Souza Farias)


Vevé (Everaldo Paes de Lima)


Zico (Arthur Antunes Coimbra)


Zizinho (Tomaz Soares da Silva)

Foto dos 4 esquadrões 1982, 1994, 1999, 2006

 


CURIOSIDADES e RECORDES DO FUTEBOL

Jogos com PRORROGAÇÃO

Primeiro Jogo

Clique no ícone PRORROGAÇÃO para visualizar a estatística e lista completa de jogos

 


Jogos com DISPUTA DE PENALTIS

Primeiro jogo

Clique no ícone DISPUTA DE PENALTIS para visualizar a estatística e lista completa de jogos

 


Jogos com W.O.

Primeiro jogo

Clique no ícone W.O. para visualizar a estatística e lista completa de jogos.

 


Jogos com SORTEIO

Primeiro jogo

Clique no ícone OUTROS DESEMPATES para visualizar a estatística e lista completa de jogos.

 


Jogos Decididos por ESCANTEIOS

Primeiro jogo

Clique no ícone OUTROS DESEMPATES para visualizar a estatística e lista completa de jogos.

 


Jogos Decididos por FALTAS COMETIDAS

Primeiro jogo

Clique no ícone OUTROS DESEMPATES para visualizar a estatística e lista completa de jogos.

 


ARBITROS

Primeiro Arbitro: João Evangelista Belfort Duarte

Jogo dirigido pelo arbitro.

 


Mais dirigiu partidas: Mario Gonçalves Vianna.

Clique no ícone ARBITRO para visualizar a estatística e lista completa de jogos.

 


Mais exibiu cartões vermelho: Mario Gonçalves Vianna.

Clique no ícone ARBITRO para visualizar a estatística e lista completa de jogos.

 


Jogo com mais expulsões de jogadores do Flamengo:

Clique no ícone ARBITRO para visualizar a estatística e lista completa de jogos.

 


Jogador mais vezes expulso:

Clique no ícone ARBITRO para visualizar a estatística e lista completa de jogos.

 


Total de Árbitros, Cartões Amarelos e Cartões Vermelhos:

Clique no ícone ARBITRO para visualizar a estatística

 


LOCALIDADES

Primeiro jogo fora do Estado do Rio de Janeiro

6/09/1914 - Fla 7x1 Internacional (Curitiba/PR/Brasil) - Amistoso Nacional

 


Primeiro jogo Oficial fora do Estado do Rio de Janeiro

14/08/1940 - Fla 2x2 São Paulo (São Paulo/SP/Brasil) - Torneio Rio - São Paulo, Estádio: Pacaembu (São Paulo/SP)

 


Primeiro jogo fora do Brasil

02/04/1933 - Fla 3x2 Peñarol (Uruguai) - Amistoso Internacional         Uruguai

 


Primeiro jogo Oficial fora do Brasil

11/08/1981 - Fla 4x2 Cerro Porteño (Paraguai) - Taça Libertadores da América, Estádio: Defensores Del Chaco (Assunção/Paraguai)

 


Primeiro gol de FALTA

30/06/1912 - Flamengo 7x4 Bangu (RJ) - Campeonato Estadual - Baiano (Orlando Sampaio Mattos)

 


Primeiro gol de PENALTI

14/07/1912 - Flamengo 4x0 Rio Cricket (RJ) - Campeonato Estadual - Borgerth (Alberto Borgerth)

 


Primeiro GOL CONTRA DO ADVERSÁRIO A FAVOR DO FLAMENGO

14/07/1914 - Flamengo 2x1 América (RJ/Brasil) - Campeonato Estadual - Berthelot

 


Primeiro gol OLIMPICO

01/08/1930 - Flamengo 4x2 Fluminense (RJ) - Amistoso Nacional - Nilton (Nilton Ribeiro Barbosa)

 


Primeiro JOGADOR EXPULSO

02/12/1917 - Flamengo 3x1 Villa Isabel (RJ) - Campeonato Estadual - Zito (Carlos Gentil Araújo)

 


Primeiro jogo em cada Região do Brasil

Região Norte: 27/12/1915 - Fla 5X1 Seleção do Pará (PA/Brasil) - Amistoso Nacional - Pará

Região Nordeste: 16/01/1925 - Fla 3x1 Torre (PE/Brasil) - Amistoso Nacional - Pernambuco

Região Centro Oeste: 28/08/1949 - Fla 4x1 Vila Nova (GO/Brasil) - Amistoso Nacional - Goias

Região Sudeste (exceto RJ): 25/04/1915 - Fla 0x1 São Bento (São Paulo/SP/Brasil) - Amistoso Nacional - São Paulo

Região Sul: 06/09/1914 - Fla 7x1 Internacional (Curitiba/PR/Brasil) - Amistoso Nacional -  Paraná

 


PRIMEIRA VEZ EM CADA CONTINENTE

Primeiro jogo na América do Norte

14/01/1962 - Fla 1x2 Atlas (Mexico) - Torneio Amistoso Internacional - Mexico

Primeiro jogo na América Central

15/10/1949 - Fla 5x3 Seleção Olímpica da Guatemala (Guatemala) - Amistoso Internacional - Guatemala

Primeiro jogo na Europa

16/05/1951 - Fla 1x0 Malmö (Suecia) - Amistoso Internacional - Suécia

Primeiro jogo na África

16/06/1962 - Fla 4x1 Stade Soussien (Tunisia) - Torneio Amistoso Internacional - Tunisia

Primeiro jogo na Asia

24/06/1958 - Fla 3x0 Hapoel Petah Tikva (Isarel) - Torneio Amistoso Internacional - Israel

Primeiro jogo na Oceania: NUNCA JOGOU

 


País que mais jogou fora do Brasil

Clique no ícone LOCALIDADES para visualizar a estatística e lista completa de jogos.

 


Estado do Brasil que mais jogou fora o Rio de Janeiro

Clique no ícone LOCALIDADES para visualizar a estatística e lista completa de jogos.

 


Cidade do Brasil que mais jogou fora o Rio de Janeiro

Clique no ícone LOCALIDADES para visualizar a estatística e lista completa de jogos.

 


Primeiro jogo em cada estado do Brasil

Acre: 03/07/1966 - Fla 2x1 Seleção do Acre (AC/Brasil) - Amistoso Nacional


Amapá: 29/03/1950 - Fla 9x2 Combinado de Macapá (AP/Brasil) - Amistoso Nacional


Amazonas: 31/03/1950 - Fla 6x1 Fast Clube (AM/Brasil) - Amistoso Nacional


Pará: 27/12/1915 - Fla 5x1 Seleção do Pará (PA/Brasil) - Amistoso Nacional


Rondônia: 02/07/1966 - Fla 5x1 Seleção de Rondônia (RO/Brasil) - Amistoso Nacional


Roraima: 14/12/1978 - Fla 4x0 Seleção de Roraima (RR/Brasil) - Amistoso Nacional


Tocantins: 24/05/1990 - Fla 6x0 Tocantinópolis (TO/Brasil) - Amistoso Nacional


Algoas: 05/06/1950 - Fla 3x3 Seleção de Alagoas (AL/Brasil) - Amistoso Nacional


Bahia: 06/11/1932 - Fla 7x2 Vitória (BA/Brasil) - Amistoso Nacional


Ceará: 04/04/1948 - Fla 3x0 Ceará (CE/Brasil) - Amistoso Nacional


Maranhão: 15/04/1948 - Fla 3x1 Combinado Sampaio Correa / Maranhão (MA/Brasil) - Amistoso Nacional


Paraíba: 11/05/1952 - Fla 2x3 Combinado Auto Esporte / Botafogo (PB/Brasil) - Amistoso Nacional


Pernambuco: 16/01/1925 - Fla 3x1 Torre (PE/Brasil) - Amistoso Nacional


Piaui: 07/06/1959 - Fla 3x1 River (PI/Brasil) - Amistoso Nacional


Rio Grande do Norte: 15/07/1947 - Fla 6x2 América (RN/Brasil) - Amistoso Nacional


Sergipe: 02/07/1950 - Fla 5x0 Seleção de Sergipe (SE/Brasil) - Amistoso Nacional


Distrito Federal: 31/03/1966 - Fla 1x2 Vasco (RJ/Brasil) - Amistoso Nacional


Goiás: 28/08/1949 - Fla 4x1 Vila Nova (GO/Brasil) - Amistoso Nacional


Mato Grosso: 21/11/1965 - Fla 2x1 Mixto (MT/Brasil) - Amistoso Nacional


Mato Grosso do Sul: 18/11/1965 - Fla 4x1 Corumbaense (MS/Brasil) - Amistoso Nacional


Espírito Santo: 04/07/1926 - Fla 3x0 Comercial (Muqui/ES/Brasil) - Amistoso Nacional


Minas Gerais: 29/07/1917 - Fla 2x1 Sport Club Juiz de Fora (Juiz de Fora/MG/Brasil) - Amistoso Nacional


São Paulo: 25/04/1915 - Fla 0x1 São Bento (São Paulo/SP/Brasil) - Amistoso Nacional


Paraná: 06/09/1914 - Fla 7x1 Internacional (Curitiba/PR/Brasil) - Amistoso Nacional


Rio Grande do Sul: 09/09/1937 - Fla 1x1 Grêmio (RS/Brasil) - Amistoso Nacional


Santa Catarina: 13/01/1952 - Fla 3x0 Carlos Renaux (SC/Brasil) - Amistoso Nacional

 


Recorrência de Placar.

- Quantidade de vezes que cada placar se repetiu ao longo da história.

Clique no ícone RECORRÊNCIA de PLACAR para visualizar a estatística e lista completa de jogos.

 


Tipos de Gols Marcados

- São as formas como cada gol foi marcado: Bola Rolando, Falta, Penalti, Olimpico, Gol contra do adversário a favor do Flamengo.

Clique no ícone TIPO de GOL para visualizar a estatística e lista completa de jogos.

 


Estatísticas de Uniformes do Futebol

- São os Tipos, Modelos,  Fornecedores e Uniformes Mistos e Especiais usados nos jogos do futebol categoria principal.

Clique no ícone UNIFORMES para visualizar a estatística e lista completa de jogos.

 


Tipos de Jogos

- São estatísticas de Jogos Oficiais e Amistosos, no Brasil e no Exterior contra adversários Nacionais e Internacionais.

Clique no ícone TIPOS de JOGOS para visualizar a estatística e lista completa de jogos.

 


TÉCNICOS

- Estatísticas de todos os técnicos e o técnico que mais comandou o Flamengo.

Clique no ícone TÉCNICOS para visualizar a estatística e lista completa de jogos.

- Primeiro TÉCNICO:

Ramon Platero foi o primeiro técnico de forma efetiva, uma vez que antes de sua estreia o time era dirigido por um Ground Committee formado por atletas e dirigentes do clube sendo o capitão do time geralmente no comando.

Ficha Biográfica de Ramon Platero

 


COMPETIÇÕES

- Estatísticas de número de participações, títulos, caráter (oficial ou amistoso)

Clique no ícone COMPETIÇÃO para visualizar a estatística e lista completa de jogos.

 


TITULOS

- Estatísticas de títulos oficiais em âmbito estadual, nacional e internacional

Clique no ícone TITULOS para visualizar a estatística e lista completa de jogos.

 


- Primeiro Título OFICIAL

Campeonato Estadual do Rio de Janeiro 1914.

 


ESTÁDIOS

- Estatísticas de estádios que mais jogou no Brasil e no Exterior.

Clique no ícone ESTADIOS para visualizar a estatística e lista completa de jogos.

 


- Primeiro ESTÁDIO (CASA)

Rua Paisandú.

História de outros estádios que serviram ou servem de mando de campo.

 


ADVERSÁRIOS

- Estatísticas de adversário que mais jogou no Brasil e no Exterior.

Clique no ícone ADVERSÁRIOS para visualizar a estatística e lista completa de jogos.

 


FICHAS TÉCNICAS

- Primeiro Jogo

03/05/1912 - Flamengo 15 x 2 Mangueira (RJ/Brasil) - Campeonato Estadual - Estádios: Rua Campos Salles (Rio de Janeiro/RJ)

 


- Primeiro Gol

Gustavo de Carvalho, marcou com 1 minuto de jogo na partida em 03/05/1912 - Flamengo 15 x 2 Mangueira (RJ/Brasil) - Campeonato Estadual - Estádios: Rua Campos Salles (Rio de Janeiro/RJ)

Gustavo de Carvalho

 


GOLEADAS

- Maior goleada aplicada (número de gols marcados)

C.R. Flamengo 16 x 2 River (RJ) – 14/05/1933

 


- Maior goleada aplicada (saldo de gols)

C.R.Flamengo 15 x 0 Paranaguá (PR) – 09/09/1914

 


- Maior goleada sofrida

C.R.Flamengo 2x9 Botafogo (RJ) - 29/05/1927

C.R.Flamengo 2x9 Motherwell (Escócia) - 26/04/1960

 


JOGADORES

- Estatísticas de jogadores que mais jogaram, mais gols marcados, nacionalidade/naturalidade, mais gols em um só jogo, jogadores por posição em campo.

Clique nos ícones JOGADORES ou JOGADORES BIOGRAFIA para visualizar a estatística e lista completa de jogos.

 


Jogadores com mais jogos, Jogadores com mais gols e total de jogadores que vestiram a camisa do Flamengo pelo menos uma vez.

 


Recorde de jogadores estrangeiros em campo (7) - Talladas - Espanha, Villa, Arcádio Lopes, Valido, Cosso, Novo - Argentina, Engel - Alemanha.

 


Primeiro Estrangeiro que jogou pelo clube – Del Nero (Itália)

13/05/1913 – Flamengo 0x1 Botafogo (RJ) – Campeonato Estadual

 


Jogador que marcou mais gols em uma partida

Nelson: 6 gols – C.R. Flamengo 16 x 2 River (RJ) – 14/05/1933

Alfredinho: 6 gols – C.R. Flamengo 8 x 2 Estrela do Norte (ES) -25/06/1936

Leônidas da Silva: 6 gols – C.R. Flamengo 9 x 1 Portuguesa (SP) – 04/09/1940

Zico: 6 gols – C.R. Flamengo 7 x 1 Goytacaz – 29/03/1979

Zico: 6 gols – C.R. Flamengo 7 x 1 Niterói (RJ) – 10/06/1979

 


Jogador Estrangeiro com mais gols

DOVAL (Argentina)

 


Jogador Estrangeiro com mais jogos

MODESTO BRIA (Paraguai)

 


Goleiros que já marcaram gols pelo Flamengo

Ubirajara Alcantara - Gol de Bola Rolando - 19/09/1970 - Fla 2x0 Madureira - Campeonato Estadual

Zé Carlos - Gol de Penalti - 27/02/1997 - Fla 6x2 Nacional - Copa do Brasil

Bruno - Gol de Falta - 23/04/2008 - Fla 2x0 Coronel Bolognesi - Taça Libertadores da América

Bruno - Gol de Penalti - 23/10/2008 - Fla 5x0 Coritiba - Campeonato Brasileiro

Bruno - Gol de Falta  - 04/02/2009 - Fla 4x1 Mesquita - Campeonato Estadual

Bruno - Gol de Penalti - 26/05/2010 - Fla 1x2 Fluminense - Campeonato Brasileiro

 


Jogadores de linha que já atuaram como goleiros

JUVENAL - 01/01/1916 - Seleção do Pará (PA) 1 x Flamengo 1

- O goleiro Baena saiu machucado durante o 2º tempo. O Flamengo ficou com 10 e Juvenal foi para o gol. Neste jogo, atuaram pelo Flamengo, emprestados pelo Fluminense(RJ), Cuthbert, Welfare e Baptista.

 


SISSON - 30/11/1919 - Andarahy (RJ) 1 x Flamengo 4

- Observação: Aos 36' do 1º tempo, o goleiro Laport se machucou na ocasião do gol do Andarahy. Um minuto depois, abandonou o jogo, com Sisson assumindo o gol e o Flamengo atuou com 10 jogadores até o final.

 


DINO - 25/06/1922 - Flamengo 1x Fluminense (RJ) 1

- Observação: O goleiro Kuntz se machucou, saindo no intervalo, indo para o gol o meio-campo Dino, ficando o Flamengo com 10 jogadores durante o 2º tempo. Kuntz quis retornar mais ou menos no meio do 2º tempo, mas o árbitro não permitiu por achar que ele não tinha condições. Mesmo assim, o placar do 1º tempo (1x1) foi mantido.

 


DINO - 19/08/1923 - Flamengo 2x São Cristóvão (RJ) 1

- Observação: Aos 25 minutos do 2º tempo, o goleiro Amado se contundiu. O meio-campo Dino foi para o gol e o Flamengo ficou com 10 jogadores. O placar, até então, marcava Flamengo 2x0.

 


TELEPHONE - 12/10/1923 - Flamengo 2x Paulistano (SP) 1

- Observação: Durante o 2º tempo, Dino, Mamede, Nonô e Amado saíram contundidos, com o Flamengo terminando jogo com 7 jogadores e com Telephone no gol.

 


BENEVENUTO - 13/04/1930 - São Cristóvão (RJ) 1x Flamengo 0

- Observações: Neste jogo, o goleiro Amado e Eloy foram expulsos. Benevenuto foi para o gol.

 


NELSON - 12/01/1936 - Coritiba-PR 2x Flamengo 7

- Observações: Neste jogo, o goleiro Yustrich foi expulso, quando o placar era de 6x1. Nelson foi para o gol.

 


VALIDO - 03/10/1937 - Flamengo 0 x São Cristóvão (RJ) 4

- Observação: Nos últimos momentos do 1º tempo, já com 0x2 no placar, o goleiro Talladas se contundiu. Valido foi para o gol, porém, Talladas voltou para o 2º tempo.

 


VALIDO - 27/04/1938 - Flamengo 3x Bangu (RJ) 2

- Observação: Aos 27 minutos do 2º tempo, o goleiro King saiu contundido. Como o Flamengo já havia feito as 2 substituições permitidas, Valido foi para o gol e o rubro-negro ficou com 10 jogadores em campo. O placar já estava 3x2.

 


VALIDO - 24/07/1938 - Vasco (RJ) 1 x Flamengo 3

- Observações: Durante o 1º tempo, o goleiro Walter saiu contundido para ser atendido. Valido foi para o gol e o Flamengo ficou com 10 jogadores por 6 ou 9 minutos, até o retorno do goleiro. O placar estava 1x1 e não se alterou.

 


JAYME - 24/10/1943 - São Paulo-SP 3x Flamengo 0

- Observação: Neste jogo, o goleiro Jurandyr e Artigas foram expulsos, com o Flamengo ficando com 9 jogadores aos 40 minutos do 2º tempo. Jayme foi para o gol.

 


JAYME - 01/06/1947 - Flamengo 2x Fluminense-RJ 1

- Observação: Aos 25 minutos do 1º tempo, o goleiro Luiz Borracha saiu contundido, com o placar de 1x1. Jayme foi para o gol e o Flamengo ficou com 10 jogadores. Para o 2º tempo, o goleiro voltou, ficando fazendo número na ponta-esquerda.

 


VAGUINHO - 18/07/1948 - Flamengo 4 x 5 America-MG

- Observação: Aos 85 minutos, Bigua e o goleiro Dolli, foram expulsos e o jogador Vaguinho foi para gol.

 


OSNI - 26/06/1955 - Flamengo 0 X 3 Corinthians (SP)

- Obs.: Após contusão do goleiro Aníbal; por não ter levado goleiro reserva, já que a inscrição de Garcia no torneio não havia sido regularizada, o meio-campista Osni, vai atuar no gol.

 


CAIO - 11/09/1999 - Flamengo 1 X 1 Gama (DF)

- Obs.: O goleiro Clemer foi expulso aos 36 minutos do segundo tempo e o Flamengo já havia realizado as três substituições regulamentares. O atacante Caio foi escolhido para ir para o gol.

 


ALECSANDRO - 31/01/2015 - Flamengo 1 X 1 Macaé (RJ)

-Obs.: O jogador Alecsandro, substituiu o goleiro Paulo Victor, que se contundiu, aos 29 minutos do 2º tempo, (abriu o supercilio), em função do Flamengo já ter realizado as 3 substituições.

 


ARTILHEIROS

De todos os artilheiros do Flamengo em competições oficiais, Pirilo em 1941 é o maior.

Artilheiros no Campeonato Carioca:

1921 - Nonô - 11 gols

1923 - Nonô - 17 gols

1925 - Nonô - 29 gols

1934 - Alfredinho - 9 gols

1940 - Leônidas - 30 gols

1941 - Pirilo - 39 gols ( Recorde de gols na competição)

1953 - Benitez - 22 gols

1955 - Paulinho - 23 gols

1972 - Doval - 16 gols

1973 - Dario - 15 gols

1975 - Zico - 30 gols

1977 - Zico - 27 gols

1978 - Zico e Cláudio Adão - 19 gols

1979 Especial - Zico - 26 gols

1979 - Zico - 34 gols

1982 - Zico - 21 gols

1988 - Bebeto - 17 gols

1989 - Bebeto - 18 gols

1990 - Gaúcho - 14 gols

1991 - Gaúcho - 17 gols

1994 - Charles - 14 gols

1996 - Romário - 26 gols

1997 - Romário - 18 gols

1999 - Romário - 16 gols

2001 - Edílson - 16 gols

2010 - Vagner Love - 15 gols

2013 - Hernane - 12 gols

2017 - Guerrero - 10 gols

2019 - Bruno Henrique - 8 gols

2020 - Gabriel Barbosa - 8 gols

2022 - Gabriel Barbosa - 9 gols

Artilheiros no Campeonato Brasileiro:

1980 - Zico - 21 gols

1981 - Nunes - 16 gols

1982 - Zico - 21 gols

2009 - Adriano - 19 gols

2019 - Gabriel Barsosa - 25 gols

Artilheiros no Torneio Rio-São Paulo:

1959 - Henrique - 9 gols

1993 - Renato Gaúcho - 6 gols

1997 - Romário - 7 gols

Artilheiros no Torneio Roberto Gomes Pedrosa:

1967 - Ademar - 15 gols

Artilheiros na Copa Mercosul:

1999 - Romário - 8 gols

Artilheiro na Copa Ouro Sulamericana:

1996 - Sávio - 3 gols

Artilheiros no Mundial de Clubes - INTERCONTINENTAL (desde 1960 a 2004):

 1981 - Nunes - 2 gols

Artilheiros na Copa Sul Americana:

 2017 - Felipe Vizeu - 5 gols

Artilheiros na Taça Libertadores da América:

1981 - Zico - 11 gols

1984 - Tita - 8 gols

1991 - Gaúcho - 8 gols

2019 - Gabriel Barbosa - 9 gols

2021 - Gabriel Barbosa - 11 gols

2022 - Pedro - 12 gols

Artilheiros no Mundial de Clubes da FIFA (2000 e desde 2005):

2022 - Pedro - 4 gols

Artilheiros na Copa do Brasil:

1995 - Sávio - 7 gols

1998 - Romário - 7 gols

1999 - Romário - 7 gols

2013 - Hernane - 8 gols

2023 - Pedro - 5 gols

Artilheiros na Taça Guanabara (Apenas nos anos disputada a parte do Campeonato Carioca)

1966 - Silva Batuta - 4 gols

1969 - Dionisio - 6 gols

1980 - Zico e Adïlio  - 2 gols

1995 - Romario  - 3 gols (jogo unico)

Artilheiros no Torneio Municipal:

1945 - Pirillo  - 15 gols

Artilheiros no Torneio Relâmpago:

1946 - Velau - 4 gols